‘As Brigadas Fantasmas’ expandindo o universo de Guerra do Velho

Que o mundo colocou a nerdice na moda, todos já sabemos. Destacar-se nesse meio é outra história. Nesse contexto, Jonh Scalzi surge como um dos novos grandes nomes do Sci-fi. Com uma narrativa que cativa logo nas primeiras páginas, o escritor vem arrastando multidões de fãs para as livrarias atrás de suas obras (inclusive esse que vos escreve). Depois de Guerra do Velho, Scalzi entrega uma obra menos cômica, mas não menos importante.

O livro As Brigadas Fantasmas expande o universo apresentado em Guerra do Velho e nos mostra algumas respostas de questionamentos deixados na obra anterior. Neste segundo volume, somos apresentados a Jared Dirac – recém membro das Forças Especiais criado a partir do DNA de Charles Boutin, traidor da União Colonial -, que pode ser o único capaz de girar a chave que desvenda as intenções e motivações dessa traição.

Scalzi toca em pontos importantes aqui: consciência, a política de guerra, o poder de escolha e o papel do soldado dentro das forças armadas – sendo as Forças Especiais uma tropa que faz missões impossíveis e, muitas vezes, questionáveis – trazendo esses debates à tona.

Apesar de achar seu antecessor um patamar acima em termos de enredo, Brigadas Fantasmas expande o universo apresentado em Guerra do Velho e traz questionamentos interessantes. Scalzi tem o domínio sobre o leitor e, certamente, é um autor para se acompanhar bem de perto.

Avatar

Ronan Carvalho

Designer, Gamer, Membro da Tropa dos Lanternas Amarelos e morador de Hell's Kitchen