Conheça o projeto que quer levar a Comic Con para perfieria: PerifaCon

O mundo da cultura pop é cheio de grandes eventos, que trazem tudo do que é consumido pelo grande público. San Diego Comic Con, CCXP, FIQ, Fest Comix e tantas outras convenções, servem, também, para que os artistas sejam conhecidos, e troquem suas experiências com quem os consomem. Porém, a cada ano, o público frequentador desses eventos continua sendo, em sua maioria, quem tem um poder aquisitivo que lhes permitem transitar por tais eventos, e, que por conseguinte, distância uma boa parte da massa que também consome da cultura pop.

Em observância a este cenário, surge um projeto que pode levar esse Formato de evento para outras áreas, de forma mais acessível: PerifaCon. Criado por Andreza Delgado, Mateus Ramos, Pedro Brandão, Danilo Rodrigo, Giovanna de Oliveira Coelho, Josivaldo Filho, Igor Nogueira, Pedro Okuyama e Matheus Polito, o projeto é descrito como “a Comic Con da periferia”, e apareceu também, como um projeto de financiamento coletivo.

Em entrevista ao site do Judão, Matheus Polito comentou como começou a nascer a ideia: “Começamos a sonhar com uma editora de selo de periferia, entre outras coisas. Eu soltei a ideia de fazer um evento de sebo, chamar uma galerinha e colar para vender quadrinhos velhos e isso evoluiu para um evento com palestras e uma feira, coisa que não rola por aqui.”, disse. “Cheguei em casa na pilha, mandei mensagem para uns amigos e a gente começou a se articular.”.

Matheus Polito

A meta do projeto é arrecadar R$ 3.000,00 e tem várias recompensas interessantes, sendo a ideia de ser um evento com entrada gratuita, para que todos possam aproveitar. Dentro disso, o Matheus comenta como a população da periferia consome os quadrinhos e os materiais que saem dali: “A periferia não tem muito contato com quadrinhos”, conta. “Quando tem é com uma leitura mais razoável, como Turma da Mônica e alguns super-heróis, o que acaba estigmatizando essa mídia. Tem uma galera que consegue sair da bolha, mas é realmente pouca gente”.

“Os trabalhos sobre periferia ou de pessoas daqui dificilmente são divulgados. No máximo temos o Ferréz, que é bem conhecido. Temos também a galera que fez Servos dos Servos, mas não é lá uma produção muito grande não. Por isso queremos incentivar a produção levantando a bandeira de que toda história merece ser contada”.

A PerifaCon nasce para democratizar e espalhar a cultura das HQs para a massa consumidora que vive afastada dos grandes centros. Eventos como esses se mostram MUITO necessários e mostram que a importância de sua difusão. Para apoiar o projeto, acesse aqui.

Sobre Ronan Carvalho 109 Artigos
Designer, Gamer, Membro da Tropa dos Lanternas Amarelos e morador de Hell's Kitchen

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.