IT Capítulo 2: Mais longo, menos assustador

Stephen King tem talento para mexer com o imaginário do seu leitor. Com o tom de mistério e terror psicológico, o autor conquistou uma legião de fãs assíduos por suas páginas sombrias, que sempre esperam o melhor das adaptações para o cinema. O que nem sempre é fácil. Exemplo como “A Torre Negra”, que ganhou as telas em 2017, e não soube transpor para as telas, a mesma fascinação dos livros. Eis que no mesmo ano, uma adaptação ganhou os holofotes e corações dos fãs: iT, A coisa.

 

O capítulo 1 agradou público e crítica, garantindo uma continuação que chega ao cinemas nessa quinta, dia 5. Na primeira parte, também dirigida por Andy Muschietti, era explorado mais os componentes do Clube dos Perdedores e os aspectos coletivos. Já na sequência são os aspectos problemáticos da cidade e os traumas individuais de cada um, e como grupo também, que ganha o destaque.

 

O roteiro enfatiza os retrocessos dos Perdedores na vida adulta, e como é difícil superar traumas infantis: Eddie (James Ransone), agora casado com uma mulher tão sufocante quanto sua mãe – ambas interpretadas pela por Molly Atkinson -, e Bev (Jessica Chastain), cujo marido reflete as atitudes abusivas de seu pai.

 

Dentro disso a narrativa se torna repetitiva ao mostrar em tela traumas vividos, ainda em Derry, reaproveitando material não utilizado no longa anterior. Se por um lado o recurso deixa o longa com uma barriga que certamente não teria feito falta em seu corte final, por outro temos a volta do excelente elenco mirim, um dos pontos fortes do longa anterior. Outro ponto forte a ser mencionado é semelhança e coesão nas escolhas dos atores adultos. A fisionomia de cada personagem casou perfeitamente.

 

Com mais tempo que o necessário – o longa se aproxima de 3 horas de duração -, IT Capítulo 2 deve agradar aos exigentes fãs de Stephen King. Com menos terror que seu antecessor, o filme ainda assim trará bons sustos e o espírito de horror característico da obra original, ainda mais, com boas referências a outras obras de King. Vale o ingresso!

 

Avatar

Ronan Carvalho

Designer, Gamer, Membro da Tropa dos Lanternas Amarelos e morador de Hell's Kitchen