Não Era Você Que Eu Esperava

Os desafios e as maravilhas que a paternidade traz são infinitos. A cada descoberta desse novo mundo para os pais e, para os bebês, principalmente, é uma experiência única que só se vive pela primeira vez, uma única vez. Mas, e quando seu bebê apresenta trissomia 21, a Síndrome de Down? É o que a HQ “Não era você que eu esperava” vem nos responder.

Francês, que vivia no nordeste do Brasil, Fabien Toulmé tinha um emprego “ok” (do qual não era o maior entusiasta), casado e com uma filha pequena. Quando sua esposa engravidou pela segunda vez foi quando as coisas pareceram tomar outro rumo. De volta à França, em meios a exames e consultas, nasce a pequena Julia, a qual foi diagnosticada com Síndrome de Down.

Essa HQ autobiográfica apresenta o desafio em ter uma criança com essa condição genética e, o principal, o processo de aceitação vivida pelo Fabien. Ele dá um retrato muito sincero de como encarar esse desafio. A recusa, o não afeto imediato, a negação de estar com a filha e, por fim, a aceitação e todo carinho que um pai pode oferecer a sua filha. Muito mais do que se mostrar, a HQ realiza uma introdução de como são vistas as pessoas portadoras dessa síndrome e, mostra que, sim, elas podem ter uma vida independente e com plena capacidade de se cuidarem – desmitificando a imagem de um alguém dependente e recluso.

Assim como, Pílulas Azuis, quadrinho de Frederik Peeters, “Não era você que eu esperava” constrói uma experiência muito pessoal diante condições ainda estigmatizadas – enquanto a HQ de Peeter é um relato dele sobre sua convivência com a namorada e o filho dela que têm o vírus da AIDS, Toulmé mostra sua vivência ao descobrir o que realmente é a Síndrome de Down.

About Ronan Carvalho 65 Articles
Designer, Gamer, Membro da Tropa dos Lanternas Amarelos e morador de Hell's Kitchen

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.