O Mistério da Casa na Praia: romance policial com pitadas de sobrenatural

Durante a Flica 2018, andando pelas ruas da cidade de Cachoeira/BA, entrei numa caçada por novas aquisições da festa literária. Um tanto frustrado por não achar material voltado para quadrinhos, acabei por me deparar com um estande onde estavam distribuindo livros de forma gratuita. Com uma pequena espera na fila, adquirir uma grata surpresa em forma de livro.

‘O Mistério da Casa na Praia’, de Nádia São Paulo, é um suspense que lhe prende e cativa a cada página. Com influência dos romances policiais de Agatha Christie, de quem a autora é grande fã, a história mostra a rotina de uma família – Elizabeth, a mãe; Eduardo, o pai e Ana Júlia, a filha do casal – recém mudada para uma casa na praia, onde um grande mistério paira sobre ela, após algumas visões de Elizabeth. Qualquer informação a mais, pode considerado um spoiler. O mistério é bem construído, sendo revelado a poucas páginas de seu fim. A narrativa é fluida, e prende a atenção quem lê.

Escritora, Nádia São Paulo

Porém, tenho algumas críticas quanto a alguns elementos do livro. Primeiro, a narrativa muda de foco de forma muito abrupta. Durante o tempo, vemos a história pelo olhar de Elizabeth, no próximo parágrafo, está em outro personagem – fato que pode incomodar os leitores mais exigentes. Outra crítica são quanto aos diálogos repetitivos. A personagem tem uma visão, onde claramente é descrita para o leitor, mas quando a informação é passada para outro personagem, é repetida novamente, e repetida mais uma vez para um terceiro (acredito que o livro seria mais enxuto sem tantas reincidências textuais).

Apesar das pequenas derrapadas, ‘O Mistério da Casa na Praia’ é um prato cheio para os amantes do suspense. Entrega uma boa história, com um mistério que vai deixar os mais árduos do leitor do gênero, verdadeiramente surpreso.

 

Avatar

Ronan Carvalho

Designer, Gamer, Membro da Tropa dos Lanternas Amarelos e morador de Hell's Kitchen