O Predador: Horror e comédia que dão certo

O cinema se renova a cada dia. Seja na forma como o vemos hoje em dia, através dos streamings, ou seja nas histórias que nos é contada. Filmes se renovam, e ganham novas roupagens que, podem agradar o grande público, ou falir de vez uma franquia. Porém, Shane Black, parece ter encontrado o tom para uma renovação.

Na direção de O Predador, Black dá uma nova abordagem ao filme. Imprimindo seu característico humor, o diretor traz um clima retrô, mas também completamente diferente do que se conhece do Predador. Os eventos dos filmes de 1987, e dos anos 90, são levados em consideração, e o humor de Black dá um balanço interessante ao horror que a franquia apresenta. O elenco é o melhor do filme: Boyd Holbrook vende bem o seu papel como líder, sendo acompanhado por Thomas Jane, Keegan-Michael Key, Trevante Rhodes, Alfie Allen e Augusto Aguilera. Jacob Tremblay fica encarregado de ser a criança prodígio, Sterling K. Brown dá credibilidade para um “vilão” bem-humorado e, Olivia Munn consegue mostrar fisicalidade com uma personagem que é bióloga, mas apresenta bons momentos de ação.

Abraçando o gore, O Predador consegue cativar com o humor característico do seu diretor. Com efeitos datados, mas as partes práticas eficientes, o filme consegue ser um blockbuster escapista divertido. Cabe a você levar isso tão a sério ou não.

Sobre Ronan Carvalho 88 Artigos
Designer, Gamer, Membro da Tropa dos Lanternas Amarelos e morador de Hell's Kitchen

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.