Retorno de J.J. Abrams à franquia de Star Wars incomoda CEO da Paramount

 

 

A decisão de J.J. Abrams de aceitar o convite para retornar à franquia de Star Wars, não incomodou apenas o fã lá da Califórnia que organiza uma petição pelo afastamento do diretor, mas a Paramount e seu respectivo CEO, Jim Gianopulos. Conforme divulgado no The Hollywood Reporter, a Paramount Pictures não encarou com bons olhos a ida de J.J. para a Lucasfilm.

O motivo para a tensão entre o estúdio e Abrams deve-se a um contrato firmado de exclusividade com a Paramount no valor de $10 milhões de dólares por ano. Ao que tudo indica, o contrato prendia o diretor ao compromisso de que seu próximo filme (após o Despertar da Força) fosse lançado pelo estúdio.

É compreensível a irritação do CEO do estúdio com a escolha do diretor, afinal, a Paramount não teve bons resultados financeiros com seus últimos lançamentos e a expectativa de que Abrams se dedicasse a algum projeto, era a esperança de emplacar algum sucesso nas bilheterias. Importante lembrar que além de dirigir, J.J. trabalhará no roteiro, o que deve comprometer a agenda dele pelos próximos meses.

 

É, parece que Abrams não resistiu a mais um chamado da força!