YOU tem trama que envolve e surpreende.

No mundo das adaptações literárias para o audiovisual temos inúmeros casos, que em sua maioria são de gosto duvidoso e, poucos fazem jus ao material original. Muitas vezes, este fato decorre do pouco tempo de tela que comprime (ao máximo) sequências narrativas expressas nas páginas dos livros e, que assim, acaba por desprezar muitos dos momentos, que para os leitores, são interessantes e/ou relevantes nos mesmos, frustrando, muitas vezes o espectador, impactando com crítica negativa a audiência.

Distanciando desse fato, You, seguiu um caminho diferente. Série baseada no livro homônimo de Caroline Kepnes, é narrado em primeira pessoa. A adaptação para o audiovisual mantém tal característica, o que nos faz ver tudo pela visão do protagonista. Lançada pelo canal Lifetime em setembro, You passou despercebida e chegou a ser cancelada. A Netflix, que comprou os direitos de sua exibição, anunciou o interesse em continuar contando a história, e, somente agora, é que a produção começou a ganhar notoriedade.

Acompanhamos Joe (Pen Badgley, de Gossip Girl), que trabalha como gerente de uma livraria e tem um jeito peculiar de se aproximar das pessoas: com métodos agressivos e manipuladores. Dessa vez, o seu alvo é Beck (Elizabeth Lail), aspirante a escritora de vida complicada, entre namoro fracassado e amigos complexos.

O ponto positivo da série é a forma como trabalha o roteiro e mostra as camadas que estão neles. Mesmo Joe sendo um sociopata, ele é enganado pelo jeito de Beck e como é quase impossível a sua manipulação em cima dela. Peach (Shay Mitchell),  melhor amiga de Beck, se mostra uma manipuladora tão ardilosa quanto Joe, e usa a constante vida bagunçada de Beck como forma de mantê-la aprisionada pela própria sensação de inferioridade. E, é claro, sua obsessão pela amiga vai se chocar com a de Joe. Outro ponto assertivo é mostrar a relação dos personagens com as redes sociais. A forma como se colocam perante a internet, e a deterioração da imagem que é feita, mostra muito da personalidade de cada um.

Com um texto que consegue trabalhar a mente da psicopatia do ser humano, onde até o ato mais hediondo é justificável pelo “afeto”, YOU é uma série que consegue desenvolver bem seus personagens separadamente, e, melhor ainda, trabalhar com eles em conjunto – onde a trama se completa e se torna maior. A série já tem sua segunda temporada confirmada – demonstrada num cliffhanger surpreendente – só nos resta aguardar pela sua continuação.

Ansiedade define!

Avatar

Ronan Carvalho

Designer, Gamer, Membro da Tropa dos Lanternas Amarelos e morador de Hell's Kitchen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.